terça-feira, 22 de novembro de 2011

Distancia


A distancia por vezes revela se um grande nosso inimigo, pois deixa longe as pessoas que amamos. É triste ver a decadência daquelas pessoas. Amam-se mas não se podem ver.
Magoa, mas muito mais que isso deixa sempre a memória daquilo que um dia nós vivemos, daquilo que ja sofremos, muitas vezes de um passado que queremos apagar, esquecer completamente.
Mas por vezes não dá. Não temos escolha senão voltar ao passado e acabar aquilo que começamos. Mas se não fosse assim, a nossa vida teria piada ? Bem para muitos sim, era sinónimo de não sofrer, para outros era indiferente, pois não passam por isso. As opiniões das pessoas hoje em dia são muito relativas, muito mesmo, não há um padrão certo daquilo que é amar, do que é sofrer, se bem que disso era difícil fazer um padrão, pois todos somos diferentes, uns mais sensíveis que outros. Mas se não fosse assim a vida era monótona, acho eu. Mas isso também é relativo.
Mas a distancia por vezes trama-nos ao virar a esquina, aparece de repente, e depois nós que somos? sem ter aquela pessoa que amamos ao nosso lado que somos? falando de mim, eu não era nada, não vivia, apenas sobrevivia.
.........................................

Sem comentários:

Enviar um comentário