terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Música


Existem imensos estilos de música, cada um mais diferente e estranho. Existe o Pop, Rock, Metal, Heavy Metal, Hip Hop…entre muitos outros.
Alguns destes estilos marcam a vida de uma pessoa. Mudam a sua maneira de pensar. Muitas pessoas simplesmente ouvem música por ouvir, já outras, a música significa muito, significa um sentimento, um estado de espírito, uma maneira de pensar.
A música tem o poder de enfurecer as pessoas, ou pelo contrário, acalma-las. Ouvir certas músicas, com determinadas letras, lembra-nos a nossa vida, o que vivemos, o que sentimos…faz nos pensar que não somos os únicos que nos sentimos assim. Que alguém partilha da nossa dor, ou da nossa alegria. Para uma pessoa que realmente gosta e que realmente aprecia música, a música acaba por fazer parte da nossa vida, é uma companheira que está sempre lá. É estranho a sensação que conseguimos obter quando ouvimos determinadas músicas, a maneira como elas mexem nos nossos sentimentos, como elas os manipulam à sua vontade, é simplesmente maravilhoso.
É espectacular a maneira como nós as fixamos rapidamente, e depois não paramos de canta-las. Ficam na nossa mente, e muitas vezes as mais profundas gravam se no coração e por muitos anos que passem, elas estão sempre lá. Se parar mos e pensarmos um pouco, alguém vive sem ouvir uma musica que seja? Acho que ninguém, na nossa sociedade a musica e um bem que quando se adquire é para sempre. No meu caso é, no vosso não sei.
Mas pensemos juntos, como se sentem se ouvirem uma música alegre? Automaticamente ficamos alegres, com vontade de dançar, de cantar, de pular, principalmente se gostarmos dessa música. Em contra partida as musicas mais tristes, no meu caso, não me põem triste, porque penso “afinal, não sou a única”. É bom pensar se assim quando nos sentimos em baixo.
Enfim, em mim a musica ajuda me…espero que surta o mesmo efeito em quem ler este texto.

"Quero, posso e mando"


Bem, esta é uma frase típica das pessoas de hoje. Muita gente pensa que faz tudo o que quer, que pode comprar tudo e todos, pensam, erronicamente, que por terem muitas coisas, muito dinheiro, controlam tudo, quando no fundo não controlam nada...

Quem pensa assim, por muitos anos que viva, nunca conseguirá ter satisfação na vida que leva. Vai sempre querer mais, e mais, e cada vez mais, nunca se conseguirá contentar com o que já possui.

Muitas pessoas hoje têm um único objectivo na vida: Mandar nos outros, ser mais poderoso do que os outros. Quem tem esse desejo nunca irá passar de um frustrado. Não adianta ter roupas de marca, ter tudo do bom e do melhor, porque se nós, a nossa pessoa, não valer nada, ninguém se irá aproximar de nós, a não ser os interesseiros, claro, mas esses também nunca conseguiram ser alguém na vida, hão-de viver sempre às custas dos outros.

Se estivermos constantemente a pensar nas coisas que podíamos ter feito, e que eventualmente não fizemos, as coisas que podíamos ter vivido, nunca conseguiremos viver bem. Não vale a pena pensar nisso, pois não conseguimos andar para trás no tempo, logo é impossível mudar o que já passou, no máximo podemos arrependermos-nos, aprender a lição e seguir em frente. Ser feliz, aprender a viver a vida da maneira que ela se apresentar a nós, e aprender a joga-la, sim porque acreditem ou não a vida é um jogo, com algumas regras, só temos de aprender as regras e descobrir uma táctica de sairmos o menos magoados possível do jogo.

Enfim...por muito que não gostem desta prespectiva da vida, é assim que eu a vejo. Se é melhor ou não, é opinião pessoal.